caderno-de-cinema

Home » Artigos » 100 anos de animação

 

 

Animação brasileira completa 100 anos

por Fausto Junior

 

Há exatamente 100 anos, em 22 de janeiro de 1917, numa segunda-feira, era exibido no Cine Pathé, que ficava na Cinelândia, centro do Rio, aquele que é considerado o primeiro filme de animação brasileiro:  Kaiser, curta realizado pelo caricaturista Álvaro Marins, mais conhecido como Seth, e financiado por Sampaio Corrêa.

O filme era uma charge animada, onde o imperador alemão Guilherme II aparecia sentado em frente a um globo. Em certo momento, sentindo-se dono do mundo, ele tira seu capacete e o coloca sobre o globo terrestre. O globo cresce, ganha braços e, com cara enfezada, engole o kaiser (imperador em alemão).

Meses depois da exibição do filme, em outubro, o Brasil declarava guerra ao Império Alemão e seus aliados (mas não foi por causa do curta de Seth não!). Era a Primeira Guerra Mundial, o Brasil mantinha-se neutro até que, naquele conturbado ano de 1917, uma série de navios mercantes brasileiros foram alvejados por unidades da Marinha alemã. Diante das manifestações populares contra a Alemanha, o presidente Venceslau Brás assina a declaração de guerra contra os países da Tríplice Aliança (Alemanha e Império Austro-Húngaro).

 

Todo o filme se perdeu ao longo do tempo. Não restou nada além de matérias na imprensa falando sobre o lançamento e um fotograma.

Reanimando o Kaiser
Em 2013, durante  produção do documentário Luz, Anima Ação, produzido pela IDEOgraph e dirigido por Eduardo Calvet, oito animadores brasileiros foram convidados para recriar o Kaiser a partir deste único fotograma. Cada um utilizou uma técnica diferente, começando com o 2D tradicional, feito por Marão, que abre este curta coletivo procurando seguir exatamente como teria sido o filme original.

 


Segue a lista completa de animadores que participaram de Reanimando o Kaiser e respectivas técnicas:

Marcelo Marão – animação 2D tradicional
Zé Brandão – animação vetorial
Pedro Iuá – stop motion
Stil – animação em papel sulfite
Rosana Urbes – metalinguagem 2D
Diego Akel – pixilation e pintura no tempo
Marcos Magalhães – animação em película
Fabio Yamaji – light painting

#100AnosAnimaçãoBrasileira #OKaiser

Deixe um comentário