caderno-de-cinema

Home » Artigos » 2 sites memoráveis

 

por Fausto Junior

 

No final de 2020 foram lançados na Bahia dois sites significativos para a preservação da memória do nosso cinema. Na verdade trata-se de um acervo que extrapola a arte cinematográfica ao registrar aspectos sociais e culturais de uma época através dos temas tratados nestas obras, como temas relativos ao sertão nordestino, ao Candomblé, a salvador dos anos 70, além de obras focadas em artistas e personagens brasileiros.

CINEMA DE TUNA

Em novembro foi lançado o Cinema de Tuna, site sobre o cineasta Tuna Espinheira, que faleceu em 2015. O projeto reúne e disponibiliza toda sua filmografia organizada e detalhada através de fichas técnicas, cartazes e matérias publicadas na imprensa. Estão também disponíveis os filmes completos (não todos ainda), como os curtas Major Cosme de Farias (1971) e Comunidade do Maciel (1973). Por conta desta obra, acusada de apresentar mazelas sociais e “caracteres negativistas”, Tuna sofreu ameaça de prisão caso o filme fosse exibido no Brasil.

Com produção da Giro Planejamento Cultural e apoio institucional da Dimas, Funceb e Fundo de Cultura da Bahia, o Cinema de Tuna é um projeto idealizado por Rosa e Yara Espinheira, respectivamente filha e esposa do cineasta.

Visite o site e acompanhe as novidades através dos perfis no Facebook e Instagram:

Site >> cinemadetuna.com.br
Instagram >> @cinemadetuna
Facebook >> @cinemadetuna
Vimeo >> vimeo/cinemadetuna

Veja matéria sobre o lançamento do site em http://www.cultura.ba.gov.br/2020/11/17920/Esta-no-ar-site-que-celebra-o-cinema-de-Tuna-Espinheira.html

Veja reportagem para o Soterópolis, TVE Bahia. https://fb.watch/2VF6EWaeUH/

#CinemaDeTuna #TunaEspinheira #CinemaBaiano #Memória


CINEMA DE SARNO (LINGUAGEM DO CINEMA)

Em dezembro foi a vez do site Linguagem do Cinema, que disponibiliza o acervo de filmes, séries e programas de TV dirigidos por Geraldo Sarno e de documentação sobre eles, reunidos pelo cineasta ao longo de sua trajetória.

Com curadoria de Sarno, o acervo se estende desde o antológico Viramundo (1964/1965) até o recente Sertânia (2019).

O material está dividido em seções como:

MEMÓRIA: esta seção reúne e disponibiliza o acervo de filmes, séries e programas de TV dirigidos por Sarno, além de documentação que detalha o processo de criação do cineasta, como esboços de argumentos, anotações, roteiros, planos de filmagem, textos jornalísticos e informações sobre a participação dos filmes em festivais e mostras no Brasil e em outros países.

FORMAÇÃO: ainda em desenvolvimento, esta seção reunirá documentários, cursos, debates, entrevistas e conferências sobre a filmografia de Sarno e a linguagem audiovisual.

ESTUDOS: esta seção reúne informações sobre pesquisas que analisam filmes dirigidos por Sarno, publicadas em livros, artigos, dissertações e teses.

O site é resultado do Edital Setorial do Audiovisual 2019 e pode ser acessado no endereço:

www.linguagemdocinema.com.br


MANUTENÇÃO A parte mais difícil já foi feita. Organizar e publicar os acervos. Vamos torcer e cobrar para que os sites se mantenham ao longo dos anos. Que não saiam do ar daqui a dois, cinco ou dez anos. O custo para apenas manter o domínio e hospedagem é ridiculamente ínfimo diante do valor que representam para a memória como fonte de pesquisa, debates, aprendizagem hoje e para as futuras gerações.

Deixe um comentário