caderno-de-cinema

Home » Notícias » Geração intergalática

 

 

 

por André Luiz Oliveira

Amigos! Cada dia vou publicar aqui uma incrível foto de Mariozinho Cravo Neto (cedida carinhosamente por Kadi Cravo) convidando a todos os que participaram direta ou indiretamente do filme Meteorango Kid para o encontro histórico no dia 19 de Janeiro no ICBA. Espero todos lá!

 

 

GALERIA GERAÇÃO INTERGALÁTICA: (com fotos de cena de Cravo Neto)

 

 

 

Antônio Luiz Martins, pintor, músico, cineasta, escultor, desenhista das capas dos discos dos Novos Baianos, artista gráfico, ator principal encarnado em Meteorango Kid.

 

 

 

 

Com muito carinho e alegria, RAMIRO BERNABÓ. Não gosto da palavra gênio, mas ela se enquadraria perfeitamente em Ramiro pela visceralidade desconcertante da sua obra de pintor e escultor. Tenho enorme respeito e admiração por esse artista diferenciado tanto pelo peso da verdade do seu ofício, quanto pela região submersa de onde faz emergir as suas obras. Espero que ele não se sinta invadido na sua modéstia por essa publicação. A gravura em cera e metal foi um presente que acabou de fazer e me deu em 1971 quando enfrentávamos dragões no Rio de Janeiro. Ela nunca foi mostrada. Ramiro é um dos piratas em Meteorango.

 Meteorangos Kids ocupando a sala de jantar da casa do meu avô. Da esquerda para a direita: Seu Wagner (diretor de arte, figurante, pirata), Grande (cenotécnico, figurante, pirata), Dó Costa (assistente de câmera), Gato Felix, (figurante, consultor de abastecimento, pirata).

 

 

 

 

 

GALERIA INTERGALÁTICA apresenta boa parte do elenco de METEORANGO KID e convida a todos os sobreviventes para o nosso reencontro no evento idealizado por Rafael Dias no ICBA dia 19 de Janeiro de 2017. Todas pessoas queridíssimas que realmente me ajudaram a fazer este filme. Gratidão! Ana Lúcia Oliveira, Nilda Spencer, Sônia Dias, Walter Lima (figuração e assistente de direção), Adelina Marta, Miltom Gaúcho, Alberto Viana, João De Sordi, Paulinho Fonsêca, Danielle, Tânia Mota, Carmem Célia (figuração e continuidade, Ilma Rydz, Alone Gomes, Álvaro Silveira…

 

 

A GALERIA INTERGALÁTICA está quase chegando ao final da sua primeira, única, curta e curtida exposição aqui no FB. Desde quando Meteorango Kid foi filmado na Bahia em 1969 – 48 anos atrás – nunca havia pensado numa exposição assim. Ela foi acontecendo naturalmente a partir da iniciativa do jovem amigo Rafael Dias em reunir a geração do filme (final da década de sessenta) que ele admira e que tanto influenciou a sua (a galera de trinta e poucos anos). Meteorango foi o tema da sua tese de doutorado defendido na Universidade Federal Fluminense em 2013 que ele agora quer transformar em um documentário. Com a parceria e apoio de James Martins e Tuzé de Abreu, organizou o evento histórico/artístico/afetivo. Para mim, está sendo um mergulho no passado/presente/futuro que vai culminar com o encontro ao vivo e a cores no dia 19, depois de amanhã na Bahia/Salvador/ ICBA. Vejo todos lá!

 

 

Finalmente, a última postagem da GALERIA INTERGALÁTICA. Confesso que foi uma maratona cumprir a promessa de todo dia encarar o FB postando fotos e textos. É preciso tempo e disposição. Mas, valeu muitíssimo a pena. Primeiro, pelo privilégio de poder agradecer publicamente a tanta gente que me ajudou a fazer o filme e como poderia fazê-lo sem o FB? Segundo, pela oportunidade de expor fotos guardadas em pastas virtuais e tantas outras fotos amarelando nas gavetas… para que, afinal? E por último, a oportunidade de divulgar esse insólito encontro dos Meteorangos – já não tão Kids, ou, para sempre Kids! Então, queridos amigos, vocês que pacientemente têm acompanhado, curtindo e, ou compartilhando comigo essa experiência nessa exaustiva semana, vou cumprir um último desejo antes do encontro de amanhã: vou tentar lembrar e agradecer a todos os parentes, amigos e desconhecidos que participaram do filme e ainda não foram mencionados. São eles: meu pai Milton Oliveira (produtor – sem ele não haveria filme), minha avó Alice (dona do sítio em Itapoan onde a equipe ficou hospedada, de graça, claro), os tios Deusdete Oliveira (emprestou a lancha e ainda fez uma figuração de pirata) e Deusdete Santana (figuração); Marcio Curi (diretor de produção que botou o filme na lata), Barbicha (assistente de produção), Mazola (maquinista o único importado do Rio de Janeiro), Tuzé de Abreu que fez a música Meteorango Kid o Herói Intergaláctico que deu o nome ao filme; Paulinho Boca, Moraes Moreira (que cantaram no filme) e Galvão que juntos contribuíram com algumas composições; Pepeu Gomes figuração (reagindo ao ataque do vampiro desastrado), Aydil Linhares (a avó de Duda que Lula mata de susto), Dulce Bião (atriz), Carlos Bastos (Mr. Piccard na praia), Miguel Jorge (apresentador da TV), Rosa (secretária do produtor picareta), Djalma Corrêa (caçador na cena de Tarzan), Marcos Maciel, Sergio Maciel, Perna Fróes, Kabar, Júlio Ferreira, Ney Berimbau (todos na cena da assembleia estudantil e mais um monte de gente desconhecida); Genésio Santana, Agnaldo Calça Curta, Eduardo Mento, Edinha Diniz, Luís Paulo (na cena final quando Lula chega em casa); Kadi Cravo (dublou inúmeros personagens), Tuna Espinheira (dublou Alberto Viana); Carlinhos Prieto (dublou Daniele); Vito Diniz (fotografia), Cravo Neto (foto de cena), Rogério Duarte (cartaz), Caetano Veloso e Gilberto Gil, além das músicas usadas no filme, nos inspirou a todos com a Revolução Tropicalista. Por fim, aos que não sei os nomes e generosamente fizeram a sua parte, minha gratidão. FIM!? Ufa!

Deixe um comentário