caderno-de-cinema

Home » Artigos » Obrigado Andaraí!

 

 

Nem a chuva espantou o público da praça do Jipe

 

Por Aléxis Góis

 

Manhã de sábado, dia da última sessão em Andaraí, a cidade que acolheu o Cine Diamantina por uma semana. A previsão do tempo para a noite, hora da exibição na praça do Jipe, era de pancadas de chuva.

O diretor de cultura do município, Emílio Tapioca, expressa a sua preocupação com a instabilidade climática, porém a coordenadora geral do Cine Diamantina, Marcela Costa bate o pé, afirma que a sessão vai ocorrer, com fé e sem tromba d’água.

Na praça do Jipe, a tarde chega e a pintura coletiva de mural do grafite movimenta o local, enquanto a montagem da tela, do projetor e do som acontecem. O final de tarde dá um alento, com nuvens esparsas no céu, enquanto as cadeiras são organizadas para a sessão.

Antes do primeiro filme da noite, “Axé – Canto de um Povo de um Lugar”, começar, no entanto, os pingos de chuva começam a cair de forma esparsa e a equipe corre para desmontar e proteger os equipamentos sensíveis à água. O público, ainda assim, aguarda para ver o que vai acontecer.

A chuva passa, os equipamentos são remontados, desta vez com a cobertura de um guarda-sol. “Axé…” começa a divertir e rememorar os carnavais de muita gente na plateia. Mas as nuvens não dão chance às estrelas aparecerem na noite, prenunciando que o risco de aguaceiro continua.

“À Beira do Caminho” começa e magnetiza os espectadores de tal forma com as imagens de Andaraí, Mucugê e Lençóis na tela que só percebemos que uma garoa se instalou na praça do Jipe porque os guarda-chuvas se abrem em meio ao público.

Assim, fechamos com chave de ouro o Cine Diamantina em Andaraí: com a chuva que enchia os rios da Chapada, a caixa d’água da Bahia; e com um público apaixonado pela tela grande, que compareceu e abraçou com todo o amor a experiência cinematográfica, lotando as sessões do Curta a Infância, do Ecocine, do Cine Baiano e do Cine Nacional.

O Cine Diamantina aconteceu de 15 a 21 de maio em Andaraí, com programação gratuita no Centro Cultural Ariadna Fernandes, na Escola de Tempo Integral Stefano Talenti, no Colégio Estadual Edgar Silva, além de sessões especiais na praça do Jipe, nos distritos de Ubiraitá e de Igatu.

A mostra cinematográfica segue em Mucugê, de 22 a 28 de maio, e depois no Capão (em Palmeiras) de 29 de maio a 4 de junho. A programação completa pode ser conferida em www.cinediamantina.com e no fanpage www.fb.com/cinediamantina.

 fotos – Maíra do Amaral

Deixe um comentário