caderno-de-cinema

Home » Artigos » Suave Distopia: o retorno

Por Sérgio Siqueira

O trabalho dessa volta, que vai virar LP e ser disponibilizado em rede tem sentimento e é sentimental, quando busca as raízes no sertão e nas emoções da juventude dos anos 70, que viveu revoluções. Tem sentimentalismo puro quando você escuta “amor Subitâneo”, que tem uma letra complexa e instigante, mas é ao mesmo tempo de uma alegria contagiante. Quando você ouve, quer sair dançando e representando de alguma maneira. É trilha de cinema para um momento catarse. Outra canção ”Marias” é cheia de poesia, fala de amor, beleza, bondade, sedução, devoção, alegria. Engraçado, é que quando ouvi essa música pela primeira vez, achei que a dupla tinha feito ela para Caetano, não sei porque, achei a cara de Caetano.

Uma volta cheia de estilos, sem amarras a planos mirabolantes de marketing, que insistem em transformar a arte em mero entretenimento. A volta de Jorge Alfredo a música em “Suave Distopia” está cheia de emoção, sensibilidade e intuição, coisas da alma, do tesão de fazer. Esse retorno tem mais valor ainda, porque se junta a outro retorno, o de João Santana, Patinhas, que volta a compor e faz essa parceria João&Jorge. Eles que já foram parceiros no século 20, repetem a dose, no vinte e um. João está leve no espírito e na aparência, cheio de brilho nos olhos, foi o que me pareceu quando da audição do trabalho. A arte é foda. Freud já dizia que contra a inevitável fatalidade da vida, a arte era um dos melhores refúgios, você transcende e sai por momentos do mundo real. A postos uma dupla de responsa e a música título “Suave Distopia” já é um recado, um “ grito aviso”, uma fotografia não só do que está acontecendo no Brasil, mas também no planeta. Ela, por exemplo, é trilha para a pandemia que está acontecendo na China, com o fechamento da cidade de Wuhan, aonde ninguém entra e ninguém sai. A ficção virando realidade. “ cuidado ! aconteceu o que não ia acontecer aqui. Pode ser o nosso fim!”

 
Alegre com esta volta, vendo minha geração ainda no jogo com uma obra para se ouvir várias vezes, com calma, usufruindo sem afobação.

 

 

“Suave Distopia” é a canção título do disco – com músicas de João Santana e Jorge Alfredo – que será lançado em março. Acontecimentos recentes no país induziram a antecipação deste single. Seriam semelhanças meras coincidências?
 
 

João Santana & Jorge Alfredo

 

NOSSAS CANÇÕES

Nós acreditamos nas canções como uma grande aceleradora de partículas das emoções e dos sentimentos.
Como emoções e sentimentos ajudaram a formar a consciência , a canção pode, então, ajudar nisso também.
Não a reduzida consciência política mas a consciência transcendental.
Uma transcendência onde o espírito carrega o corpo junto.
E, como Spinoza, veja Deus em tudo. Até no pecado.
Por isso nossa música tem ritmos quebrados, consonâncias e dissonâncias, calor e frio.
Por isso nossas letras têm miçangas filosóficas, silêncios e cios, gritos e murmúrios.
Por isso viajamos em temas díspares mas todos circundando o coração, a alma e o sexo.
Por isso nossa música vai além das nossas tragédias ou glórias pessoais. ( Quem tentar buscá-las dentro delas vai se frustrar)
Por isso nossas canções visitam o samba, o rock, o reggae, a balada, o blues, o funk e uma certa nossa nova bossa nova.
Por isso somos
SAMBA-POP-PÓS-TUDO
POP-PÓS-TUDO-SAMBA
Por isso oferecemos muito amor, prazer e também um pouquinho de dor ao mundo.

Jorge & João

Jorge Alfredo e Armandinho

FICHA TÉCNICA
Faixa Suave Distopia
Autores- Jorge Alfredo e João Santana

Vozes- Jorge Alfredo
Arranjo e teclado – Luizinho Assis
Bateria – Igor Galindo
Percussão – Ivanzinho Pacapuco
Baixo elétrico – Cesário Leony Guitarra – Jô Estrada
Produtor Artístico- João Santana

Gravado no Estúdio do Luizinho por Nestor “Bocha” Caballero
Mixado no Escritório do Sabóia por Marcelo Sabóia
Masterizado no Classic Masters por Carlos Freitas

facebook.com/suavedistopia

2 Comentários...

  1. […] A música, letra e ficha técnica você pode encontrar facilmente aqui neste link  […]

  2. […] A música, letra e ficha técnica você pode encontrar facilmente aqui neste link  […]

Deixe um comentário